Majú para os íntimos

“É tal a semelhança,
É tal a identidade,                                                                                                                                                                                                                                                            Que é só em ti, criança,
Que entendo a eternidade.

Todo o meu ser se exala,
Se reproduz no teu:
É minha a tua fala,
Quem vive em ti, sou eu.

IMG_3952

Sorris como eu sorria,
Cismas do meu cismar,
O teu olhar copia,
Espelha o meu olhar.

IMG_3928

IMG_3915

Encarnas de tal modo
Minha alma fugitiva,
Que eu não morri de todo
Enquanto sejas viva!

IMG_3917

Por que mistério imenso
Se fez a transmissão
De quanto sinto e penso
Para esse coração?

Foi como se eu andasse
Noutra alma a semear
Meu peito, minha face,
Meu riso, meu olhar…

IMG_3919

IMG_3921

Bendita é a colheita,
Deus confiou em nós…
Colhi-te, flor perfeita,
Eco da minha voz!

Deus bendito e louvado,
Ó filha estremecida,
Por te cá ter mandado
A reviver-me a vida!”

Alberto de Oliveira

IMG_3926

IMG_3936

Sem mais,

Nena.

Elaine Carvalho

Em busca de tudo que me instigue, revele ou traduza...Seja um livro, uma canção ou o look mais lindo da vida, "hoje"... "Eu, caçador de mim.."

There are 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *