Nêgo virou flor..

Oi, gente, sei que dei uma sumida daqui, mas, foi por um motivo mais do que justo, perdi na semana passada um membro da minha equipe, meu companheiro de todas as horas, fiel escudeiro, meu “Nêgo” se foi…
Ele, que veio pra nós há treze anos, se tornou parte da minha família, um cachorro “diferenciado” como diz o Ricardo, já que era educado, gentil, um verdadeiro gentleman dos cães!!
Depois que meus filhos foram estudar fora, ele passou a ser a minha sombra, meu rabicho, andando atrás de mim o dia todo, esperando ansiosamente pelos dois passeios diários, quando, volta e meia levava algumas broncas da “mãe” ranzinza…De um ano pra cá, ele desenvolveu um câncer, que foi silenciosamente tomando os órgãos e fragilizando a sua saúde, mas, há quatro meses tivemos que intervir com medicamentos diários pra dor, na tentativa de prolongar sua vidinha, com o mínimo de sofrimento.
Ele lutou, teve altos e baixos, renasceu das cinzas, até que não teve mais jeito, se foi..E eu, durona que sou, baqueei feio, chorei o final de semana inteiro, me lamentei, verti todas as lágrimas que podia! Agora, me agarro na absoluta certeza de que “todos os cães merecem o céu”, afinal, se nós, terráqueos pecadores, acreditamos no nosso paraíso, eles, criaturinhas isentas de todo e qualquer mal irão direto pra um lugar desses …
Nêgo virou flor, foi enterrado no quintal da minha nova casa, onde crescerá uma linda roseira branca: a flor de Nêgo, que poderá ser vista da janela da minha Maria Júlia!

editadas39

Beijos,

Nena.

Elaine Carvalho

Em busca de tudo que me instigue, revele ou traduza...Seja um livro, uma canção ou o look mais lindo da vida, "hoje"... "Eu, caçador de mim.."

There are 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *